(21) 2502-5252

Rio de Janeiro: (21) 2502-5252  |

 Whatsapp: (21) 96458-0537

Uniprag em outros estados: 0800 704 1528

Redes Sociais:
  

Rio de Janeiro:

 Whatsapp:

Central de Atendimento:

AUMENTO DE TEMPERATURA FAVORECE A DENGUE

O Ministério do Meio Ambiente e a Fiocruz divulgaram o resultado alarmante de uma pesquisa realizada em conjunto com o INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais): a temperatura irá aumentar por todo o país, favorecendo ainda mais a proliferação de mosquitos. A consequência é o aumento dos casos de dengue, zika e chikungunya.

De todas as capitais analisadas, as que mais correm risco são Recife e Campo Grande. Outras cidades estão no foco da pesquisa, que aponta as regiões que mais sofrerão com as mudanças climáticas. São elas: Londrina (Paraná), São Gabriel da Cachoeira (Amazonas), Barra da Corda no Maranhão e Cariacica no Espírito Santo.

A recomendação é que a população dessas cidades redobre os cuidados com o Aedes aegypti. Além do trabalho constante de conscientização, é dever do poder público preparar a rede de saúde para atender as pessoas acometidas pelas doenças transmitidas pelo Aedes.

Afinal de contas faz anos que passamos por epidemias de dengue e mais recentemente de zika e chikungunya, portanto a prevenção e preparação para controlar essas epidemias e cuidar dos enfermos deve ser primordial.

Sintomas da dengue, zika e chikungunya.

Veja como diferenciar os sintomas da dengue zika e chikungunya.

Veja o que disse Rivaldo Venâncio, infectologista da Fiocruz, em entrevista ao Jornal Hoje: “Se nós não podemos evitar as epidemias dessas doenças transmitidas por vetores, nós podemos sim diminuir o impacto delas, fazendo as medidas para reduzir os índices de infestação domiciliar desse mosquito, ao mesmo tempo que é tarefa inequívoca do poder público preparar a rede de atenção para os doentes que serão decorrentes dessas epidemias. Não é admissível mais no Brasil, hoje em dia, alguém dizer que uma epidemia de dengue, por exemplo, foi surpresa. Nós sabemos onde e quando elas irão ocorrer”.

DENGUE – PROBLEMA BRASILEIRO

A dengue é um problema que atinge todo o Brasil. Na pesquisa foram analisados os casos de doenças associadas ao clima, e verificou-se que a dengue é um problema que aflige cada Estado. O aumento da temperatura no verão 2016/2017 só piorará esse quadro.

A pesquisa também faz uma projeção do aumento da temperatura para as próximas 2 décadas. Em Mato Grosso do Sul, por exemplo, a estimativa é que daqui a 25 anos os termômetros marquem mais 5,8ºC. A média no resto do Brasil é de um aumento de mais de 5ºC.

Imagine nosso verão de 40 e tantos graus. Daqui a 20 anos os termômetros estarão marcando quase 50ºC! Os mosquitos irão encontrar condições cada vez mais propícias a cada verão para aumentar sua população.

Fonte: G1

FAZENDO NOSSA PARTE

Já comentamos aqui no blog, mas nunca nos cansamos de falar. Combater o Aedes aegypti é dever de todos! A população deve seguir as orientações, não deixando água parada nem acumulando lixo. A ImuniService Uniprag, sempre na vanguarda, estará sempre buscando novos métodos integrados para controlar os mosquitos.

Nesse verão, nossa aposta é o SUMVEC, controle integrado de mosquitos que compreende inspeção, instalação de dispositivos de controle, monitoramento e combate efetivo. A modernidade do sistema do SUMVEC permite a coleta de dados em tempo real, que são processados e repassados ao Ministério da Saúde para auxiliar no mapeamento dos focos de mosquito.

SUMVEC - sistema inovador para combate aos mosquitos.

SUMVEC – eficiência no combate aos mosquitos

Não dê chance para os mosquitos, se tiver com problemas, chame a ImuniService para combatê-los da forma mais eficiente do mercado.

ALÉM DO RIO DE JANEIRO, VOCÊ ENCONTRA NOSSA QUALIDADE EM TODOS ESSES ESTADOS.

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo: