(21) 2502-5252

Rio de Janeiro: (21) 2502-5252  |

 Whatsapp: (21) 96458-0537

Uniprag em outros estados: 0800 704 1528

Redes Sociais:
  

Rio de Janeiro:

 Whatsapp:

Central de Atendimento:

O FIM DA PICADA!

Já sofreu uma picada de inseto dolorida? Formigas? Abelhas? Marimbondos? É comum sermos picados por insetos, principalmente mosquitos e sempre é ruim. Dói, coça, dá alergia…ninguém gosta, claro.

Só que tem um maluco chamado Justin Schmidt que leva picadas de propósito! Isso mesmo, ele escolhe o inseto e deixa ser picado. A finalidade? Criar uma escala de dor de ferroadas.

Escala de dor Schmidt

Justin Schmidt não era uma criança muito comum: ao invés de curtir dinossauros na infância, curtia insetos. Se tornou um entomologista para viver estudando os seus “amigos”, por quem sempre foi fascinado.

A ideia de fazer a Escala de Dor surgiu quando ele estudava a formiga de fogo e foi picado. No meio daquela dor intensa ele teve um lampejo: existem escalas de toxicidade para estudar insetos venenosos, mas não existia uma escala para medir a dor das picadas de insetos.

Justin então passou a ser picado propositalmente, relatando suas experiências de dor. Ele também perguntou para amigos de profissão sobre picadas que já tinham levado, para agregar ainda mais informações para sua escala.

A Escala de Dor vai de 0 a 4. 0 são picadas que nem sentimos direito. No nível 2 estão as picadas de abelha, por exemplo. As mais doloridas, de nível 4, são de formigas como a Tucandeira e vespas.

Prêmio e livro

A pesquisa de Justin rendeu a ele o Ig Nobel Prize, uma brincadeira do mundo científico com o Prêmio Nobel, mas que reúne cientistas renomados. Só os experimentos é que são bizarros, por isso a brincadeira descontraída.

Depois de ganhar o prêmio, Justin pretende lançar o livro The Sting of the Wild (algo como a Ferroada Selvagem).

Mais de 1000 picadas e medo do Aedes

O entomólogo diz que já perdeu as contas de quantas vezes foi picado, mas garante que foi mais de 1000 vezes. Medo só sentiu uma vez, quando fazia experiências com picadas de abelha em um apiário. As abelhas ficaram agressivas e o apicultor que o acompanhava fugiu. Ele correu logo atrás do sujeito.

Quanto aos insetos brasileiros, Justin diz que a picada mais dolorosa foi a da formiga Tucandeira: “a sensação é de estar andando sobre brasas”. Quando perguntado sobre o Aedes aegypti Justin usou uma palavra para descrevê-lo: assustador. “São mosquitos perigosos, pois transmitem doenças que podem até matar, como a dengue hemorrágica”.

Não precisa ter medo do Aedes aegypti como Justin Schmidt. A Imuni Service UNIPRAG está preparada para te proteger dos surtos de dengue, zika e chikungunya nesse verão. Proteja-se logo, ligue e agende uma vistoria. Faremos um plano de ação personalizado para resolver o seu problema com mosquitos.

ALÉM DO RIO DE JANEIRO, VOCÊ ENCONTRA NOSSA QUALIDADE EM TODOS ESSES ESTADOS.

Ou envie-nos uma mensagem pelo formulário abaixo: